fbpx

3 situações que podem acontecer com Empresas Familiares durante a crise do Coronavírus e o que você pode fazer para superar cada uma

O que fazer com a minha empresa familiar neste momento?

Já é um fato que a crise está instalada em função da pandemia do Coronavírus. Se você ainda não prestou atenção nisso, talvez essa seja a hora. E dizer aqui que você deve tomar as medidas de precaução seria chover no molhado porque você provavelmente já assistiu vídeos e leu coisas suficientes orientando nesse sentido. Então, faça tudo para proteger a sua saúde e a da sua família.

O que quero falar com você é a respeito do seu negócio. De como se proteger em meio a todo esse turbilhão de incertezas.

Observando esse movimento que está acontecendo na economia, é possível perceber claramente que empresas familiares podem ser gravemente afetadas pelos impactos de todas as paralisações. Com isso, percebe-se que 3 coisas podem acontecer com o seu negócio: QUEBRAR, SOBREVIVER ou CRESCER.

Sim, é duro dizer, mas muitas empresas não vão conseguir suportar esse período sem receita e terão que fechar. Outras, se adotarem a postura correta, podem superar esse momento delicado e sobreviver. Já algumas outras empresas, podem prestar um serviço tão único e essencial neste momento, que serão merecedoras de crescer com isso.

Pensando nisso, listei algumas dicas do que fazer em cada situação:

Algumas empresas vão quebrar

Infelizmente, pode ser que a sua empresa esteja dentro de um ramo de atividade que ficará sem faturamento por um longo período e que você não tenha se preparado com uma reserva emergencial que sustente pelo menos de 3 a 6 meses os custos fixos e variáveis e a melhor opção seja realmente encerrar as atividades antes de criar uma bola de neve. Tentar ficar aberto agora só por apego emocional ao negócio pode não ser uma boa opção.

A DICA aqui é: se o seu negócio falir, você não precisa falir com ele. Uma coisa é a empresa extinguir os seus recursos, outra coisa é você deixar as suas finanças pessoais afundarem com ela. Isso, obviamente se você tiver feito a lição de casa de separar as suas finanças pessoais das finanças do seu negócio. Caso não tenha feito isso, a situação é ainda pior e você deve parar imediatamente e se reestruturar, separando o que é da empresa e o que é seu. Evite ao máximo levar a sua família para o buraco da sua empresa, busque formas de renegociar dívidas da empresa, mas lembre-se sempre de se pagar primeiro e manter a dignidade da sua família.

Algumas empresas conseguirão sobreviver

Pode ser também que a sua empresa não esteja dentre aqueles ramos de atividades que tiveram restrições de funcionamento impostas pelo governo e pode continuar funcionando, mas vai ser impactada com uma forte queda em faturamento. Neste caso, você precisa encontrar estratégias que façam sua empresa SOBREVIVER.

DICA: por mais que muitas pessoas tenham serias restrições emocionais quanto à vendas, agora é hora de buscar vender! Sem vendas, nenhuma empresa sobrevive. Porém, não podemos negar que esse é um momento muito delicado e se o seu foco estiver única e exclusivamente em vender, é possível que o dinheiro não venha. Porém, se a sua postura neste momento estiver no lugar de AJUDAR, é possível que você encontre uma boa solução. A sua postura como líder de uma empresa familiar é estar próximo do seu time, orientando, engajando e dando suporte para que todos consigam manter um bom nível de performance, os recordando do propósito de todos estarem ali. Faça com que sua empresa esteja próxima do seu cliente, entendendo e atendendo as suas necessidades. Dar o seu ombro para o seu cliente neste momento com certeza será lembrado por ele no futuro. Se for necessário, conceda descontos. Mas colocar-se à disposição para ajudar lhe trará possibilidade de vender e fazer caixa para suportar esses meses de queda.

Além disso, aproxime-se também dos seus fornecedores, jogue aberto, exponha a sua situação e não tenha vergonha de pedir descontos ou prazos para pagamentos. Seu fornecedor não quer que você quebre, ele quer lhe manter como cliente, então é melhor ele receber um pouco do que nada. Mas também não seja mesquinho, se você estiver com o caixa reduzido, lembre-se que seus fornecedores também estão no mesmo barco. Portanto, é melhor pagar 20% para cada um dos seus fornecedores do que 100% para um só e deixar os demais sem nada.

Fique atento também às medidas do governo e dos bancos, que estão concedendo prazo para pagamentos. Usufrua de tudo que puder. A tendência é que empresas que sobrevivam à essa crise se tornem muito mais fortes depois! Então, tome as rédeas e saia na frente! Não espere para ver o que vai acontecer… Entre em ação já! Se fraquejar, lembre-se do propósito pelo qual você começou o seu negócio! Isso deve ajudar!

Algumas empresas merecerão crescer

Pode ser ainda que a sua empresa não vá quebrar e nem tenha que se esforçar muito para sobreviver à esta crise. É possível que sua empresa esteja em um mercado onde este momento seja, na verdade, uma grande oportunidade de CRESCIMENTO! Alguns setores encontram-se numa situação onde podem aproveitar esse período para vender ainda mais. Na verdade, se olharmos mais a fundo, aquelas empresas que prestarem um serviço ou venderem um produto tão único e essencial, que atenda a necessidade de muitos, que esteja prestando um grande serviço à vida das pessoas, merecerão receber em troca algo grandioso.

A DICA aqui é: se o seu negócio tem como aproveitar a oportunidade e crescer durante esse período e você não estiver trabalhando 15 horas por dia em cima dele, você está perdendo tempo! Sente com o seu time, estabeleça estratégias objetivas de como atender esse propósito de servir a muitos e uma disciplina implacável durante esses meses e colha os melhores resultados da sua vida!

Melhore a sua postura

Sabemos que esse é um período muito difícil para todos nós. É um momento onde as incertezas do que vai ou não acontecer nos tira a sensação de controle sobre a nossa vida e os nossos negócios. Porém, este é um momento em que você precisa desenvolver muito a sua CORAGEM! Coragem para desligar um pouco a televisão e das notícias ruins que vêm pelo celular e perceber que existem várias coisas que ainda sim estão no seu controle neste momento, como por exemplo: no que o seu time está trabalhando agora; com quantos clientes você conversa; no que você investe o seu tempo; onde você coloca o seu foco.

Este é o momento de você parar para se fazer essas três perguntas:

O que eu preciso fazer para prosperar neste momento? Como eu posso prosperar agora? E a principal delas: Como eu posso ajudar?

Esse é um momento de união e nunca é tarde para lembrar que as empresas estão sempre a serviço de algo. A pergunta a ser feita agora é como você pode colocar a sua empresa a serviço desse movimento de união para superarmos o mais rápido possível este momento difícil?

Mantenha sua fé e tenha isso como um mantra na sua cabeça repetidas vezes que certamente você encontrará uma boa solução.

Desejo que esse período de desafios passe logo e estou à disposição de você, membro de empresa familiar, para encontrarmos juntos soluções para o seu negócio.

DESEJA SE DESENVOLVER OU POTENCIALIZAR O SEU NEGÓCIO AINDA MAIS?

Saiba das novidades em primeira mão, novos artigos, vídeos, estudos e treinamentos. Dê o próximo passo para construir o seu legado.

Nós respeitamos sua privacidade

Mande uma mensagem no Whatsapp!